Ele está por toda parte nesta época do ano, é considerado uma representação simbólica para as crianças, mas que não deixa de atrair o publico adulto também, e por ser altamente atrativo e saboroso as pessoas dificilmente consegue resistir a um chocolate e acabam fugindo da dieta.

O chocolate é o “vilão” da dieta, mas ao ser consumido de forma moderada por pessoas saudáveis, se torna em um alimento benéfico. Sua composição contém vitaminas, sais minerais e um alto teor de flavonoides, um antioxidante que ajuda a reduzir o risco de doenças cardiovasculares, além de substâncias que estimulam o hormônio serotonina, responsável pela sensação de prazer e bem estar.

Qual a diferença entre o diet e light? Qual chocolate recomendável para intolerantes a lactose? Qual a quantidade considerada saudável? São tantas perguntas que na falta de conhecimento as pessoas optam por aqueles que mais gostam independente do valor nutritivo.

O chocolate diet não possui açúcar em sua composição, então o teor de gordura precisa ser maior para garantir sua consistência, alguns deles podem ser até mais calóricos que o chocolate comum, e é indicado somente para diabéticos, o light possui menos gorduras e menos calorias por isso é indicado para pessoas com restrição calórica. As pessoas que possui intolerância a lactose podem optar por chocolate amargo pelo fato dele não levar leite em sua composição, ou podem consumir aqueles que são substituídos o leite animal por leite de soja. A quantidade ideal do consumo de chocolate para uma pessoa saudável é de 50 gramas/dia no máximo.

Comentários

comentários