Fruto do Programa ReDes, realizado pela Votorantim Metais, iniciativa visa promover geração de emprego e renda na região

Construtores da estufa na Horta Comunitária

A partir de abril, os agricultores da Associação da Fazendinha Comunitária (Asfaz), horta comunitária de Três Marias, poderão usufruir de dez novas estufas para o plantio de hortaliças. Adquiridas por meio do Programa ReDes, que possui investimentos da Votorantim Metais e do Instituto Votorantim, as estufas possibilitam o cultivo em um ambiente climatizado e controlado.

Com a inauguração das estufas, a produção não será mais sujeita a intempéries, garantindo mais eficiência à produção, mais conforto aos agricultores e ainda mais qualidade às folhas orgânicas. As estufas, de 240m² cada, terão como foco o cultivo de hortaliças como a alface, couve, cebolinha, coentro, rúcula, entre outras. Para a instalação dessas estruturas, o Programa ReDes investiu cerca de R$ 90 mil.

Uma das principais vantagens será a possibilidade do plantio em períodos chuvosos. “Quando há muita chuva, a produção tende a cair e o próprio cuidado com o cultivo fica reduzido. As estufas garantem a colheita fora de época, com aumento da produtividade e qualidade da produção”, avalia Alice Mascarenhas, consultora do Programa ReDes.

Durante a instalação, a Asfaz contou com o apoio de Fernando Tinoco, coordenador técnico da Emater-MG. Com experiência na área, Fernando acredita que as estruturas vão gerar melhorias para toda a comunidade, como é o caso das Hortas Comunitárias Urbanas, em Sete Lagoas. Há mais de trinta anos, o projeto se firma como uma importante atividade econômica na cidade, aliando produção de alimentos à inclusão social. “Por si só, uma horta comunitária promove a geração de emprego e renda e garante segurança alimentar, com a produção de alimentos orgânicos e saudáveis. Com as estufas, estas vantagens são potencializadas”, revela.

De acordo com Warley Pereira, gerente geral da Unidade Três Marias da Votorantim Metais, o apoio à associação reforça o compromisso da empresa em fomentar a cadeia produtiva local e, consequentemente, o desenvolvimento do município. “A horta comunitária oferece aos agricultores familiares a oportunidade de aumentarem sua renda e produzir hortaliças orgânicas de forma ambientalmente responsável”, afirma.

Saudável e sustentável

Os alimentos sem agrotóxicos, antibióticos e hormônios, ganham cada vez mais espaço na mesa dos brasileiros. Assim como as hortaliças da Asfaz em Três Marias, esses alimentos não contêm produtos químicos e, por isso, não perdem propriedades nutricionais. Sua produção utiliza técnicas que respeitam o meio ambiente em todos os processos, com sistemas naturais para combater pragas e fertilizar o solo.

De acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA), os agrotóxicos encontrados nos alimentos inorgânicos podem causar a deterioração dos recursos naturais (solo, água, flora), além de poderem provocar intoxicação alimentar.

Comentários

comentários