Booking.com

 

 por Gabriel Cirino

O meu desejo era de se fazer uma matéria. Uma reportagem.

Dar a notícia daquelas chocantes, como a dos altos salários de dezembro, mas agora, sobre o taser que chocou não só cidade de Três Marias, mas também, o Presidente da Câmara Municipal, Niator Figueiredo (PRTB).

A notícia já havia circulado, foi parar na Globo, O Tempo, Facebook e Whatsapp. Quiçá amanhã não estará no Estado de Minas impresso.

Preferi então, expressar o meu sentimento, através de uma crônica, uma crítica sincera.

Não era de se pensar que uma estrada desbloqueada causaria tanto transtorno.

Mais um veículo de Três Marias atuado na 040. (Foto PRF)

Sabiamente, Nelson Rodrigues uma vez escreveu, A liberdade é mais importante do que o pão”, e aqui, o direito de ir e vir na Estrada Real, afetou alguns poucos que precisavam defender o seu ganha pão, poucos ou muitos, não se sabe.

 

 

O Prefeito chegou a ir na rádio, defendeu o povo.

As retaliações vieram a toque de caixa, os carros da Prefeitura que por quatro anos andavam tranquilamente pela BR 040, já não estavam bons o suficiente, de um dia para outro os pneus ficaram ruins.

Pessoas em tratamento de câncer e algumas gestantes foram as primeiras a serem prejudicadas. Até a zona rural foi afetada com a apreensão de dois caminhões pipas.

Uma pessoa da antiga administração pilotando guincho, se sentia o herói. Foi preciso uma exposição em praça pública para mostrar a realidade.

Ainda sobre as apreensões, na mídia, o funcionário do estacionamento afirmara que são apenas 40 carros por mês, segundo o ex-chefe de comunicação da Prefeitura, o relato é que eram mais de 40 em um dia, em números oficiais, daria aproximadamente doze mil reais somente para o guincho, fora as diárias.

Penitenciaria de Segurança Máxima Nelson Hungria onde Niagor Figueiredo (PRTB) foi levado.

Sobre o estopim de ontem, o deputado interveio, através dos vereadores que representam povo. Niator foi como bandido, parar na Nelson Hungria, penitenciária de segurança máxima.

Vão levar o caso à Comissão de Direitos Humanos da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG), talvez houve, sim, excesso de poder dos agentes da PRF. Talvez, se houve, algum excesso do Figueiredo foi a de defender o seu filho, sua família, sua gente. O seu erro, talvez, foi dizer um basta a tanta perseguição.

E esse basta estava engasgado no cidadão trimariense, que está sim, em quarentena com medo de algumas ações que visam defender o próprio cidadão.

Se há máfia ou mistério, cabe ao poder público averiguar.

Depois de ontem, há um motivo a mais para acreditar que as coisas vão melhorar. E já dizia Guimarães Rosa:

 “O correr da vida embrulha tudo. A vida é assim: esquenta e esfria, aperta e daí afrouxa, sossega e depois desinquieta. O que ela quer da gente é coragem”.

É hora de olharmos para frente, deixar o passado para trás e jogar o lixo fora, seja ele qual for, e nisso, o Presidente da Câmara, sabe fazê-lo com a tal coragem de Rosa e assim, resolver o mistério ou com a “máfia acabar”.

 

Post do Deputado Estadual Rogério Correia no Facebook

Saiu na mídia

http://www.otempo.com.br/cidades/presidente-da-c%C3%A2mara-de-tr%C3%AAs-marias-%C3%A9-preso-ap%C3%B3s-agredir-policiais-1.1432874

http://g1.globo.com/mg/grande-minas/noticia/2017/02/presidente-da-camara-de-tres-marias-e-preso-apos-agredir-e-ameacar-policiais.html

http://g1.globo.com/mg/grande-minas//videos/v/presidente-da-camara-de-tres-marias-e-preso-apos-agredir-e-ameacar-policiais/5635335/

Comentários

comentários