Após denúncia anônima, prefeitura vai adequar “TMTC” às exigências do Corpo de Bombeiros e realizar mais reparos de segurança.

 

Na manhã de sexta-feira, (27), compareceram à Prefeitura Municipal de Três Marias, os Sargentos Rocha e Sampaio, do Corpo de Bombeiros Militar de Minas Gerais (Serviço de Segurança Contra Incêndio e Pânico) para notificação e orientação quanto às medidas preventivas que devem ser instaladas no Centro de Convivência Três Marias Tênis Clube.

A advertência aconteceu devido a uma denúncia anônima feita ao órgão sobre a falta da AVCB – Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros – no local.

Denúncia foi diretamente feita para parar o evento White Party no dia 28, produzida pela Cyrino Publicidade & Propaganda.

Denúncia anônima informava a falta do projeto e de extintores, além de não ter saídas de emergência e ter o teto caindo. Foi diretamente realizada para parar o evento White Party no dia 28, produzida pela Cyrino Publicidade & Propaganda.

Segundo o Sgt. Rocha e conforme projeto aprovado em março de 2016 faltam adequações importantes para que haja liberação: luminárias, placas de indicação, extintores de incêndio, corrimão, guarda-corpos e barras anti-pânico nos portões.

Informativo no facebook da Prefeitura Municipal de Três Marias sobre o fechamento temporário do TMTC

Informativo no Facebook da Prefeitura Municipal de Três Marias sobre o fechamento temporário do TMTC.

Ciente da situação do Centro de Convivência, a Prefeitura achou por bem interditar o espaço e a medida foi inclusive antecipada e anunciada à comunidade na terça-feira, dia 24. Além dos itens de segurança exigidos pelo Corpo de Bombeiros, o engenheiro e secretário municipal de obras, Aldo Nasser Borges, apontou outros problemas encontrados nas instalações do TMTC.

De acordo com vistoria inicial foi observado que “as fiações que alimentam o Quadro de Distribuição de Circuitos – QDC – estão expostas, sendo que alguns circuitos estão inoperantes”. Os cabos trifásicos estão a céu aberto, fora das tubulações de proteção e isso, de acordo com o engenheiro, oferece “risco de acidentes graves a pessoas que ali frequentam”.

Foi informado ainda que “várias dependências do Clube não apresentam as mínimas condições de uso: ausência de vasos sanitários e válvulas de descarga e sobras de materiais de construção acumuladas”.

irregularidades bo

Entre as irregularidades, destaca-se a não execução do Projeto de Segurança contra Incêndio e Pânico (PSCIP) com data de aprovação no dia 4 de março de 2016.

Quanto à parte de baixo do Clube, que compreende piscinas e quadras, há problemas estruturais no alambrado, piscina infantil está vazia e também existem fiações irregulares.

Diante da situação, o poder público decidiu pela interdição completa do Centro de Convivência, até que todas as pendências sejam regularizadas. Visto que já foram realizados 33 (trinta e três) eventos de maneira irregulares entre 2015 e 2016 com a arrecadação de R$ 51.638,39 (cinquenta e um mil, seiscentos e trinta e oito reais e trinta e nove centavos).

De a acordo com o decreto de n° 2.239 assinado no dia 2 de junho de 2014, todas as taxas e demais recursos obtidos pelo uso do espaço público Centro de Convivência Três Marias Tênis Clube – TMTC deveriam ser empregados, exclusivamente, na manutenção, custeio e melhorias sob a responsabilidade do Conselho Deliberativo emitir Laudo de Vistoria antes e após a realização de cada Evento, até a data do fechamento do TMTC, nenhum laudo fora emitido pelo Conselho.

Segurança a cima de tudo.

Em nota, a prefeitura solicita a compreensão da comunidade e compromete-se a iniciar as adaptações o quanto antes. Tão logo seja concluído parecer técnico, a Prefeitura irá decretar oficialmente a interdição temporária do Centro de Convivência Três Marias Tênis Clube.

Quem perde é a cidade.

A Cyrino Publicidade & Propaganda promotora do White Party, lamenta a denúncia anônima como fora realizada e Parabeniza o poder pública pela ação pontual, pelo que tudo indica, de acordo com fontes extra oficiais, esteja ligada à antiga administração, pois havia a plena ciência da falta do AVCB como informa o BO dos Bombeiros, o motivo seria uma possível retaliação às reportagens e notícias publicados no Portal da Barreiro Grande que informaram a sociedade de Três Marias sobre problemas de sucateamento da frota, e principalmente, a informação sobre os altos pagamentos em dezembro de 2016.

Quem perde é a cidade, são os jovens trimarienses, que por pelo menos 60 (sessenta dias) não terão o seu amado TMTC como local de entretenimento, de esportes, de diversão. Aguardamos ansiosamente, a sua volta, e com ele, o contagiante desfile do Garota Barreiro Grande 2017. Inscrições em breve.

 

Foto: Assessoria de Comunicação Prefeitura de Três Marias

Comentários

comentários